quinta-feira, 17 de agosto de 2017

RUSLANA LOPES, UMA DAS PRIMEIRAS ADOLESCENTES PROTAGONISTAS DE AÇAILÂNDIA-MA É A PRESIDENTA DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE SÃO LUÍS







RUSLANA LOPES, uma das primeira adolescentes protagonistas, integrante da Comissão Juvenil do Fórum DCA/Direitos da Criança e do Adolescente de  Açailândia-MA, criada em 2006, e que desde 2012 tem assento titular no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do adolescente, é a nova Presidenta do Conselho Municipal de Juventude, de São Luís-MA.

Ontem, 16/08, a Conselheira Presidenta RUSLANA LOPES, acompanhada pelo Conselheiro Jefferson Taylor, reuniu-se com o Coordenador Municipal de Juventude, Ulisses Fernando, e reafirmaram-se compromissos pela garantia das políticas públicas voltadas para a juventude ludovicense.

A ‘açaiandense’ RUSLANA LOPES, antes de assumir a presidência do Conselho Municipal de Juventude da capital maranhense, foi ativa militante do movimento estudantil.

E aqui em Açailândia do Maranhão, em que pé está o Conselho Municipal de Juventude, criado em 2015?


quarta-feira, 16 de agosto de 2017

INFORMES DCA • COMUCAA tem assembléia amanhã 17/08 • 2º Módulo da “Formação Continuada do SGDCA 2017” não será mais com “Escolinhas de Futebol”, mas sim sobre “MSE/Medidas Socioeducativas” • “Grupo de Monitoramento do Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes” reúne na sexta-feira 18/08

INFORMES DCA

·         COMUCAA tem assembléia amanhã 17/08
·         2º Módulo da “Formação Continuada do SGDCA 2017” não será mais com “Escolinhas de Futebol”, mas sim sobre “MSE/Medidas Socioeducativas”
·         “Grupo de Monitoramento do Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes” reúne na sexta-feira 18/08

·         COMUCAA tem assembléia amanhã 17/08

O COMUCAA/Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Açailândia-MA., reúne seu colegiado na manhã desta quinta-feira, 17/08, a partir DAS 0830 horas. Na pauta, leitura de ofícios recebidos, prestação de contas do FIA e Conselho do mês de julho, outros assuntos que forem levantados. Entre estes, espera-se respostas a deliberações e encaminhamentos ainda não efetivados, das assembléias de junho e julho.

·          2º Módulo da “Formação Continuada do SGDCA 2017” não será mais com “Escolinhas de Futebol”, mas sim sobre “MSE/Medidas Socioeducativas”

A informação é extraoficial, de conselheira tutelar, devendo ser confirmada na assembléia do COMUCAA, marcada para amanhã, 17/08: o segundo módulo/segunda etapa da “Formação Continuada do SGDCA/Sistema de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes de Açailândia”, sofreu nova mudança.
A data será mantida, e para estes próximos dias, 24 e 25/08, mas não será mais com as “Escolinhas de Futebol”, mas com o tema “MSE/Medidas Socioeducativas”, parceria com o “Projeto Sementes”, de São Luís, por sua vez parcerias com a Rede Maranhense de Justiça Juvenil e PAMEN/Pastoral do Menor.

·         “Grupo de Monitoramento do Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes” reúne na sexta-feira 18/08


 A coordenadora do CREAS/Centro de Referência Especializado de Assistência Social, Rosaúrea Ferraz, informa a realização de reunião do “Grupo de Monitoramento...”, coordenado pelo CREAS, para a manhã da sexta-feira, 18/08, 090 horas, em sua sede, Rua Dorgival Pinheiro de Sousa, em frente a Loja Maçônica Heitor Aquino de Melo. Na pauta, a “reativação/revitalização do Grupo e o Dia MARIA MARTA/26-08”.


***********************************************************************



segunda-feira, 14 de agosto de 2017

13 ANOS SEM VOCÊS







13 ANOS SEM VOCÊS https://www.facebook.com/images/emoji.php/v9/ff2/1/16/1f615.png:/



O caso foi descoberto a 4 anos atrás, dando um choque na população Açailandense devido o réu ser bastante conhecido e ser julgado uma ótima pessoa.

Para quem não acompanhou o caso João Gonçalves e Elisângela Alves, vou fazer um breve relato.

Esse casal de namorados é acusado de ter matado 3 jovens de maneira brutal, contendo estupro seguido de morte! O pior é que no meio das 3 meninas, uma era a irmã da acusada, Elisângela que participou ativamente da morte.

O caso foi descoberto a 4 anos atrás, dando um choque na população Açailandense devido o réu ser bastante conhecido e ser julgado uma ótima pessoa.

No seu primeiro depoimento João nega as acusações e diz ser inocente, contando uma versão diferente da encontrada. Só que a mentira não durou muito tempo e alegando ter sido torturado pela delegada que cuidava do caso, João e Elisângela resolveram abrir o jogo e contar tudo o que havia acontecido. Ele estava disposto a contar, já ela nega e dizia que ele estava ficando louco e queria ferra ela junto.

Foi feita uma reconstituição dos casos, onde João participou e mostrou muito friamente como havia matado as 3 moças! veja a versão do acusado:

Girlene Soares morta em 12 de fevereiro de 2004: De acordo com o balconista, eram mais ou menos 19h30 quando ele viu a jovem na praça da Bíblia e se ofereceu para levá-la de moto para casa. A jovem aceitou a “carona” e no percurso João mudou o rumo e se dirigiu até o matagal. Lá, a jovem teria sido amarrada e amordaçada.
Em seguida, segundo o balconista, ele foi buscar a namorada Elisângela em casa e a trouxe ao local.Consumado o estupro, os dois teriam decidido matar Girlene porque ela poderia denunciá-los. De acordo com o relato de João Gonçalves Paiva, um pedaço de ferro que Elisângela trazia teria servido para pôr fim à vida da estudante.O ferro foi enfiado várias vezes em sua garganta e no tórax. João afirmou que Elisângela ainda quebrou um pedaço do espelho retrovisor da moto e o enfiou no rosto de Girlene.

O segundo assassinato do “maníaco da moto”, de acordo com seu próprio relato, ocorreu seis meses depois do primeiro, no dia 11 de agosto de 2004. Eram 11h da manhã quando ele deu “carona” em sua moto à estudante Maria Marta Silva Bezerra, que também foi abordada perto da praça da Bíblia.

 A maneira de agir se repetiu, com a jovem sendo levada para o matagal, amarrada e após João ter ido buscar a namorada para participar – estuprada e assassinada. Só mudou a arma do crime, que dessa vez, segundo João, foi um canivete.

Conforme João, sua terceira vítima, Edinete Alves de Sousa, irmã de sua namorada, ia para a escola, mais ou menos às 19h30 do dia 13 de março (uma segunda-feira), quando foi abordada por ele e aceitou “carona” em sua moto.

Segundo o balconista, sua namorada Elisângela – diferentemente das duas vezes anteriores – já o esperava quando ele chegou com a jovem no matagal. Ele estuprou e matou Edinete, golpeando-a no pescoço e no peito com o mesmo ferro que usou para assassinar Girlene Soares do Nascimento.

Esse foi o caso que chocou o Maranhão, pois a noticia repercutiu por muitos municípios!

#Disque100 Para que essa mesma história não aconteça com outras Edinetes e Marias https://www.facebook.com/images/emoji.php/v9/fcb/1/16/1f641.png:(

(Postado no facebook, pelo THIAGO SILVA BEZERRA, da família).

***********************************************************

E nós,o “sgdca açailandense”,  vamos permanecer calados, inertes?
Lembramos a “lei nacional  Aracelli/18 demaio”, mas e  a ‘lembrança” da ‘nossa lei MARIA MARTA/26-08’, como é que fica?
  Mais um ano de ‘esquecimento, de inércia, de descaso’?
É preciso que um familiar, uma vítima, nos lembre de ‘nossos deveres, obrigações- missão’ na promoção, proteção e defesa de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes?
Bom, vão dizer “mas João e Elisângela tiveram punição, não houve impunidade. Mas e os Direitos da vítima, de MARIA MARTA, a começar pelo mais ‘sagrado e essencial’, o à VIDA? E o da sua família, que sofre até hoje? E outras ações e procedimentos previstos nos Planos, nas leis, nas normas, nas políticas públicas de segurança, justiça, saúde, assistência social, etc., etc.
Caso encerrado em definitivo. Então, tenhamos a coragem e o empenho, assim como tivemos para ‘conseguir-se’ a lei MARIA MARTA, para revogá-la, por que de quê adianta a termos?

Sinceramente.


Eduardo Hirata